top of page

Novas Regras para o Marketing Médico em 2024

Atualizado: 9 de fev.



Em 2023, o Conselho Federal de Medicina (CFM) publicou a Resolução nº 2.336/2023, que atualiza as normas que regem a publicidade médica no Brasil. Essa resolução entrará em vigor em março de 2024, trazendo mudanças importantes para os médicos que desejam investir em marketing para promover seus serviços.


O que pode ser feito?


A nova resolução permite que os médicos utilizem diversos meios de comunicação para divulgar seus serviços e qualificações, desde que respeitem os princípios éticos e legais da profissão. Algumas das permissões são:


  • Utilizar redes sociais, sites e blogs para compartilhar informações sobre saúde, procedimentos, avanços científicos e experiências profissionais, desde que evitem práticas sensacionalistas, promessas infundadas ou concorrência desleal;

  • Divulgar valores de consultas, procedimentos, promoções e descontos, desde que não vinculem a venda de serviços médicos a outros produtos ou serviços, como pacotes turísticos, sorteios ou brindes;

  • Utilizar imagens do tipo "antes e depois" para fins educativos, desde que tenham o consentimento expresso do paciente, não revelem sua identidade e não induzam a expectativas irreais;

  • Repostar elogios de pacientes, desde que sejam moderados, verídicos e não violem a privacidade do paciente;

  • Divulgar recursos tecnológicos utilizados na clínica, desde que sejam aprovados pela Anvisa e não atribuam caráter de privilégio ou exclusividade;

  • Divulgar pós-graduações concluídas, desde que sejam reconhecidas pelo MEC ou pelo CFM.


O que não pode ser feito?


A nova resolução também estabelece proibições para garantir a integridade e a ética na publicidade médica. Algumas das proibições são:


  • Utilizar títulos, especialidades ou qualificações que não sejam reconhecidos pelo CFM ou pelo MEC;

  • Anunciar técnicas ou tratamentos que não tenham comprovação científica ou que sejam experimentais;

  • Garantir resultados ou prometer curas, bem como criar falsas expectativas ou iludir o público;

  • Divulgar técnicas ou procedimentos exclusivos, inéditos ou revolucionários, bem como se autodenominar pioneiro, melhor ou único;

  • Utilizar imagens, vídeos ou áudios de pacientes sem o seu consentimento, ou que revelem sua identidade, intimidade ou sofrimento;

  • Divulgar testemunhos de pacientes, mesmo com o seu consentimento, ou utilizar pacientes famosos para promover serviços médicos;

  • Participar de campanhas publicitárias de produtos ou serviços que não sejam relacionados à saúde, ou que possam prejudicar a saúde pública.


Novos rumos


Diante das novas regras, os médicos devem adaptar suas estratégias de marketing para se adequar às normas do CFM e aproveitar as oportunidades que elas oferecem. Essas regras visam garantir a integridade e a qualidade da publicidade médica, bem como proteger os direitos e interesses dos pacientes e da sociedade.


Investir em marketing pode trazer muitos benefícios para os profissionais de saúde, como aumentar a sua reputação, credibilidade e autoridade, bem como atrair e fidelizar mais pacientes. No entanto, essa atividade deve ser feita com ética, responsabilidade e respeito.


Esperamos que este artigo tenha sido útil para você entender as novas regras para o Marketing Médico em 2024. Se você gostou, compartilhe com os seus colegas e deixe o seu comentário. Até a próxima!


Comments


bottom of page